quarta-feira, 11 de maio de 2011

Empresa de São Paulo ganha concurso de arquitetura de ponte e passarela em Blumenau

Clique para ampliar

O Estúdio América de Arquitetura, do arquiteto Lucas Ferh e do engenheiro Ricardo Henrique Dias, foi o ganhador do Concurso Nacional de Arquitetura para a escolha do projeto da Ponte do Centro e da Passarela da Prainha, em Blumenau. Eles receberão R$ 50 mil. 

O concurso foi lançado pela prefeitura e pelo Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB-SC) e o resultado divulgado nesta quarta-feira de manhã. A seletiva teve como objetivo obter o melhor projeto para as duas obras de Mobilidade Urbana do Programa BID Blumenau. 

A nova ponte será mais uma ligação entre o Centro e o Bairro Ponta Aguda, na margem esquerda da cidade. A intenção da obra é eliminar os conflitos existentes na saída da Ponte Adolfo Konder, além de tentar melhorar o tráfego no corredor de ônibus da Avenida Beira-Rio, quando estiver pronto. A passagem funcionará em sistema binário com as ruas Rodolfo Freygang e Chile, do Centro para a Ponta Aguda, e com a Rua República Argentina e a Ponte Adolfo Konder, da Ponta Aguda para o Centro. 

A passarela irá ligar o área central comercial e histórica do Centro à Prainha. A estrutura será exclusiva para pedestres e ciclistas e integrará o Circuito de Caminhada. 

Atualmente a prefeitura tem um pedido de financiamento para obras no valor R$ R$ 212,4 milhões aprovado no Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A aprovação ocorreu após a apresentação, ao órgão internacional, do projeto de mobilidade urbana e infraestrutura viária do Blumenau 2050. 

O programa foi denominado BID Blumenau. A assinatura do contrato para a liberação do dinheito está prevista para o segundo semestre de 2011. A partir daí, começa a correr o prazo de cinco anos para execução das obras.

FONTE

Sinceramente ? QUE PONTE DESPROPORCIONAL e desconexa ! Muito alta e pesada, fica carregando demais a paisagem. 

Olha o projeto inicial apresentado para essa ponte, de longe muuuuito melhor do que essa marmota que querem colocar no centro da cidade :




Já a passarela de pedestres ficou boa nesta imagem ampliada :



2 comentários:

Dionei disse...

Charles
Acho que além de desproporcional, está no lugar errado. Penso que uma nova ponte seria mais eficiente se ligasse a Rua Buenos Aires na Ponta Aguda com o Bairro Boa Vista, desafogando o acesso ao centro, das pessoas que desejassem seguir direto para Victor Konder e Itoupavas.

Flavio disse...

Olá Charles!
Acredito que a passarela também esteja no lugar errado. Acho que o mais viável e interessante seria ligar a prainha a Praça do Biegartem, visto que na Rua Itajaí não tem onde parar ônibus de Turismo e já na frente do Biegartem além de ter onde os ônibus de turismo estacionar, também é um espaço mais turístico com o Museu da Cerveja, e a Rua das Palmeiras.
Sobre a ponte acredito também não ser o local mais adequado. Talvez até seja, mais que fosse uma ponte elevada desde a rua XV de Novembro, passando por cima da Avenida Beira Rio, para o transito fluir melhor.