quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Foto do pôr do sol em Marte


A sonda terrestre Spirit, enviada a Marte pela Nasa, registrou um belo pôr do sol no planeta.
A imagem é um mosaico elaborado pela Panoramic Camera e foi tirada em 19 de maio de 2005 – mas divulgada recentemente como destaque pela agência espacial americana.

Na imagem, o Sol se põe atrás da cratera Gusev por volta da 18h07 do 489º dia da sonda em Marte. Cada dia marciano é um pouco mais comprido que o terrestre, e dura 24 horas, 39 minutos e 35 segundos.
Imagens como essa, do nascer e pôr do Sol, são frequentemente feitas para determinar a altura que chega a poeira na atmosfera do planeta.
O crepúsculo tende a durar mais em Marte justamente porque a poeira em sua atmosfera chega a grandes altitudes. Na Terra, um fenômeno similar, bastante colorido, ocorre quando vulcões expelem material na atmosfera.
Fonte

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Santa Catarina estreia nesta terça-feira no Google Street View


A partir desta terça-feira, é possível fazer um passeio virtual de 360º pelas principais cidades da região sul do país. O Google Street View estreou em alguns municípios de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul.
Além da Capital catarinense, já está disponível no site do Google Maps o mapeamento de Lages, Rio do Sul, Joinville, São Bento do Sul e Jaraguá do Sul. É possível também viajar por algumas rodovias estaduais catarinenses, como a SC-438, entre São Joaquim e Lages, na Serra de Santa Catarina. Trechos das federais BR-282 e da BR-116 também já foram mapeadas.
O Google publica o primeiro lote das imagens que começaram a ser coletadas em Santa Catarina na primeira quinzena de junho. A expectativa era de que as imagens fossem lançadas apenas no fim do ano, mas chegaram à internet três meses mais cedo.
Fonte

sábado, 24 de setembro de 2011

Viareggio Residence - Velha (projeto antigo)

O projeto do Viareggio foi atualizado e o lançamento feito em janeiro de 2015. Veja o projeto definitivo no link http://blog-do-charles.blogspot.com.br/2015/02/viareggio-residence-velha.html

A Bella Cyntra Construções faz o pré-lançamento em Blumenau no bairro Velha, na rua Jacó Brueckheimer, 375, o Viareggio Residence. O edifício terá 9 andares e apartamentos de 2 dormitórios com 1 suíte.


O Edifício
• Guarda corpo da sacada em vidro laminado;
• Medidores de água individuais;
• Gás Central;
• Elevador;
• Apenas 21 unidades no edifício;
• Salão de festas mobiliado com churrasqueira;
• Playground;
• Espaço Fitness;
• Sistema de captação de água da chuva;
• Localização privilegiada, próximo ao centro, Furb, parques e supermercados.

Salão de Festas


Os Apartamentos
• Tubulação para ar condicionado tipo split;
• Janelas com venezianas;
• Sacada com churrasqueira integrada ao living e cozinha;
• Teto rebaixado em gesso na sacada e BWCs;
• Tubulação para água quente;
• Portas laqueadas em branco;
• Piso em porcelanato;
• Área de serviço.


Este empreendimento fica próximo à Vila Germânica, Fórum e parque Ramiro Rüdiger. A construtora possui ótimo acabamento em seus imóveis e boa área privativa em seus apartamentos.
Todas as imagens e informações foram retiradas do site da construtora. Qualquer informação adicional pode ser obtida neste site. Lembrando que este empreendimento ainda não está sendo comercializado.

Antônio Lemos Residence - Vila Nova

A Bella Cyntra Construções lança em Blumenau no bairro Vila Nova, na rua Pinheiro Machado, 79, o Antônio Lemos Residence. O edifício terá 11 andares e apartamentos de 2 dormitórios com 1 suíte.


O Edifício
• Hall de entrada com teto rebaixado em gesso;
• Fachada com vidro;
• Portão e porteiro eletrônico;
• Gás central;
• Elevador;
• Salão de festas mobiliado com churrasqueira;
• Playground;
• Piscina climatizada com raia e deck;
• Sauna;
• Academia;
• Sistema de segurança;
• Ambientes climatizados e com tvs de LCD/Plasma.

Piscina
Salão de Festas


Os Apartamentos
• Dormitórios com venezianas;
• Piso porcelanato**;
• Sala de estar e jantar;
• Cozinha integrada à sala;
• Lavabo; 
• Hidrômetros individuais;
• Infraestrutura pronta para instalação de ar condicionado tipo split;
• Aquecimento a gás;
• Portas laqueadas brancas



Este empreendimento ficará em uma rua bem tranquila do bairro Vila Nova, em uma transversal da rua Clara Persuhn. A construtora possui ótimo acabamento em seus imóveis e boa área privativa em seus apartamentos.
Todas as imagens e informações foram retiradas do site da construtora. Qualquer informação adicional pode ser obtida neste site.

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Crise imobiliária nos EUA durará anos, preveem economistas


Economistas, construtoras e analistas de crédito imobiliário estão prevendo que a fraqueza da economia americana vai deprimir os preços de imóveis durante anos, restringindo o consumo nos Estados Unidos, causando mais execuções judiciais de imóveis e reduzindo a perspectiva de uma recuperação sustentável. Coincidentemente, o ministro Guido Mantega disse ontem em Nova York que enquanto os EUA não resolverem sua crise imobiliária há poucas esperanças de que o câmbio se estabilize e o Brasil não tenha mais de tomar medidas para evitar a valorização do real.
A expectativa é de que os preços de imóveis caiam 2,5% este ano e subam só 1% ao ano nos próximos 5 anos, segundo uma recente pesquisa com 100 economistas. Os preços já caíram 31,6% desde seu pico, em 2005, de acordo com o índice Case-Shiller, da Standard & Poor's, que inclui 20 cidades.
Se a previsão dos economistas for correta, isso significa que o setor imobiliário tem à frente uma década perdida em que, entre 2005 e 2015, os preços só recuperarão uma pequena fração do que foi perdido, deixando proprietários com pouco ou nenhum patrimônio em seu imóvel . A pesquisa foi feita pela MacroMarkets LLC, que cria títulos de investimento que permitem a investidores apostarem na direção de vários ativos, inclusive imóveis residenciais.
O estouro da bolha imobiliária nos EUA esfriou o consumo no país — o mais forte condutor do crescimento econômico americano —, com a erosão do patrimônio imobiliário contribuindo para o chamado efeito de reversão da riqueza, que leva as pessoas a gastarem com cautela porque se sentem mais pobres.
Um em cada cinco americanos que têm uma hipoteca deve mais que o valor do imóvel, e cerca de US$ 7 trilhões em patrimônio de proprietários de imóveis foram perdidos. O patrimônio imobiliário, que era 59,7% do valor das residências em 2005, agora não passa de 38,6%.
"Com toda a turbulência econômica, tanto doméstica quanto internacional, não há muita coisa que aponte para uma melhora do mercado imobiliário no futuro próximo", disse Ara Hovnanian, diretor-presidente da Hovnanian Enterprises Inc., uma das maiores construtoras americanas.
Embora os preços de imóveis não estejam caindo tanto quanto em 2008, uma preocupação é que mesmo quedas mais modestas se realimentem, levando mais proprietários para o vermelho e exacerbando a força negativa causada por mais execuções judiciais. Isso, por sua vez, leva bancos a apertarem a concessão de crédito, enxugando ainda mais o grupo de potenciais compradores de imóveis logo quando eles são mais necessários para comprarem imóveis executados que estão em poder dos bancos.
A queda do mercado imobiliário está pesando sobre a economia, em parte, porque casas confiscadas pelos bancos inibiram a construção civil, que costuma ser um motor de geração de empregos em fases como a atual. O Departamento de Comércio afirmou ontem que o início de novas construções caiu 1,4% em agosto para uma taxa anualizada e dessazonalizada de 417.000 unidades, um dos menores níveis desde 2009.
A situação tem implicações além das fronteiras americanas. "Os EUA têm de resolver a crise imobiliária", disse Mantega ao Wall Street Journal, argumentando que sem o setor de construção para gerar empregos e, assim, incentivar o consumo, a tendência será de contínua desvalorização do dólar ante o real — o que por sua vez acaba reduzindo as chances de queda de juros no Brasil.
Nos últimos 35 anos, o setor imobiliário contribuiu com 0,03 ponto porcentual do crescimento do produto interno bruto dos EUA, de acordo com pesquisa da regional de St. Louis do banco central americano, o Federal Reserve. Mas nos dois anos depois da maior parte das recessões, acrescentou 0,5 ponto ao PIB.
A queda do mercado não foi fácil para Greg Rubin, dono de uma firma de paisagismo na Califórnia. O faturamento caiu pela metade em 2007 e Rubin reduziu sua equipe de 21 para sete funcionários. Ele agora faz serviços por US$ 4.000, sendo que antes não fazia orçamento abaixo de US$ 10.000.
Como o valor dos imóveis não está mais subindo, as poucas pessoas que contratam Rubin estão pagando com sua poupança em vez de tomar emprestado contra seu imóvel. Isso diminui bastante o poder de compra da clientela. Além disso, disse Rubin, os preços de imóveis têm caído por tanto tempo que muita gente deixou de acreditar que reformas na casa vão aumentar seu valor.
"Há essa mentalidade de que os preços estão caindo independentemente das melhorias que se façam, então é uma causa perdida" para os proprietários, disse.
Quando os preços de imóveis sobem, geralmente os proprietários gastam mais dinheiro, mesmo durante períodos de fraqueza econômica, e isso gera empregos. Mas esse ciclo pode ter o efeito inverso, disse James Parrott, um conselheiro de alto escalão do governo na área imobiliária. "Conforme cai o valor da casa de uma família, ele pode passar de uma alavanca da poupança para um ralo da poupança".
Essas preocupações levaram o governo este ano a começar a consultar especialistas em busca de uma maneira de atacar o problema. A Casa Branca está estudando alternativas para encorajar os bancos a reduzir a dívida hipotecária de quem está seriamente no vermelho e outras alternativas. Até agora, porém, não há muitos resultados para mostrar.


Fonte : Wall Street Journal

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Skyline de Balneário Camboriú

O skyline (horizonte) de Balneário Camboriú muda a cada dia. As três fotos abaixo tiradas do mar por HelderVibe mostram como as torres gêmeas do Villa Serena, da construtora Embraed impactam no visual da praia.
Elas possuem 46 andares, com altura total de 165 metros. Clique nas imagens para ampliar.





Para acompanhar esta obra, visite o link http://www.embraed.com.br/site/acompanhe/ver_etapas.php?vfEmp_codigo=43

Os constrastes da Loira Blumenau



Blumenau pode se orgulhar de suas origens. Os 17 imigrantes de
descendência germânica que aqui aportaram em 1850 para colonizar as terras do Médio Vale do Itajaí encontraram um ambiente inóspito, porém de belezas singulares. Construíram sua colônia com muito esforço, dedicação e disciplina, virtudes comuns em sua terra natal, a Alemanha.
A cidade cresceu e a antiga colônia do Dr. Blumenau hoje é uma próspera cidade de aproximadamente 309 mil “almas”, segundo o IBGE (em 2010).
Tamanho crescimento populacional somado a uma topografia acidentada e enchentes periódicas trazem grandes problemas se não for feito um planejamento urbano visando crescimento sustentável e ordenado.
Hoje Blumenau pode ser considerada uma das cidades mais verticalizadas do estado de Santa Catarina. Somente Balneário Camboriú e Florianópolis exibem uma densidade tão grande de edifícios próximos a sua área central. Como ponto positivo desta crescente verticalização podemos citar o melhor aproveitamento da infraestrutura pública oferecida para mais pessoas em uma área menor, como transporte coletivo, mercados e serviços. Concentrar pessoas em uma área menor é mais barato para o poder público. Uma cidade muito “espalhada” demanda maiores investimentos em estradas, transporte, segurança e manutenção.
Os mercados imobiliário e de construção de Blumenau estão de vento em popa, crescendo fortemente e mudando o perfil da cidade, como podemos ver na foto que ilustra esse texto. O prédio da Prefeitura Municipal, embora imponente, começa a sumir no meio de edifícios comerciais e residenciais. Na correria do dia-a-dia não percebemos esse crescimento. Você já observou o bairro Victor Konder a partir da Avenida Martin Luther ou o bairro Jardim Blumenau a partir da Alameda Rio Branco? Ou ainda a região da Ponta Aguda, Vila Germânica e Vila Nova?
Pois é, Blumenau começa a ganhar ares de cidade cosmopolita, um verdadeiro paliteiro de edifícios, muitos com design sofrível, transformando-se em verdadeiros paredões de concreto inexpressivos. Poucos edifícios são agradáveis aos olhos contribuindo de maneira positiva para o skyline (o horizonte) da cidade e acabam resultando na descaracterização da cidade diante de sua arquitetura original.
A revisão do Plano Diretor de Março de 2010, embora tardia, vai ser fundamental para controlar a especulação imobiliária nas áreas não-recomendáveis para construções e direcionar a cidade para áreas mais seguras do ponto de vista geológico e de espaço urbano. Contudo é necessário atualizar esse Plano de acordo com o crescimento da cidade, de forma que seu povo não perca a qualidade de vida e que Blumenau ainda seja referência para o Brasil em muitos aspectos positivos.
Pretendo, como colaborador do Blumenews, registrar o crescimento da cidade em vários aspectos (construção civil e ramo imobiliário) e comentar das principais mudanças no ramo da tecnologia, que é a área em que sou formado e atuo.


Site Blumenews


Fui convidado como colunista do site Blumenews. Esta foi minha primeira coluna que você pode ler também no site.

sábado, 17 de setembro de 2011

Primeiras imagens do edifício mais alto do Brasil em Balneário Camboriú

Finalmente a FG Empreendimentos mostra a perspectiva do que será o edifício mais alto do Brasil ! Vários outdoors na BR-101 mostram o edifício de 63 andares a ser construído na Barra Norte.






Contrariando todas as expectativas de que o design seria sofrível, e do tipo "palitão", o design do edifício é ótimo, e será impactante no skyline de Balneário Camboriú.
Mais projetos de edifícios acima de 60 andares estão previstos para a cidade, alguns na Barra Sul.
Parabéns à FG Empreendimentos por este maravilhoso projeto !
Visite o Blog da FG Empreendimentos, onde mais informações estarão disponíveis em breve !

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Belas imagens de São Paulo

Lindas fotos da cidade de São Paulo foram postadas no fórum SkyScraperCity pelo forista Tchello. As imagens mostram o centro financeiro da cidade, uma região que concentra muita riqueza, edifícios modernos e um belíssimo skyline (horizonte). Seus edifícios comerciais são modelos de bom gosto, e muitas vezes olhando as fotos nem parece que estamos no Brasil.
Para ver a postagem completa no fórum com 88 fotos, clique aqui !












quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Tumblr bate Twitter em tempo gasto nos EUA




O serviço de blogs Tumblr superou o Twitter em tempo gasto pelos usuários americanos e ficou com a terceira posição entre os serviços de mídias sociais no país.
Facebook e Blogger aparecem na primeira e segunda posição, respectivamente. O LinkedIn completa o time dos cinco primeiros. 

De acordo com um relatório divulgado pela Nielsen, os americanos passaram cerca de 623 minutos no Tumblr contra 565 no Twitter, durante o mês de maio deste ano.
Disparado na frente, o Facebook atingiu a marca de 54,4 mil minutos, enquanto o Blogger obteve 723,7 minutos. O LinkedIn ficou com 325,6 minutos.
Levando em conta todos os serviços online – como notícias, busca, mapas etc – o Facebook manteve a liderança, seguido pelo Yahoo!, Google, AOL e sites da Microsoft (Bing, MSN e Windows Live).
Ainda segundo o relatório, o brasileiro é o segundo povo que mais gasta tempo navegando nos serviços de mídias sociais, ficando atrás somente da Austrália. França, Alemanha e Itália completam o time dos cinco primeiros.
Fonte

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Quando escolher uma casa ou um apartamento


Se por um lado morar em um apartamento é mais seguro, por outro, em uma casa há mais espaço e privacidade. Na hora de comprar ou alugar, há diversos fatores que influenciam na escolha do tipo de imóvel. Preço, conforto, localização e segurança são os ítens que mais pesam, mas há outros. Analise as vantagens e desvantagens que cada moradia oferece e escolha a opção que melhor condiz com suas necessidades e expectativas.
Morar em apartamentos envolve dificuldades e requer aceitação de regras. É preciso analisar o perfil dos moradores e a rotina do local para ver se combina com o estilo de vida do morador. Em contrapartida, para pessoas que moram sozinhas ou famílias que passam a maior parte do tempo longe de casa, apartamentos são uma opção mais segura. "Para aqueles que viajam muito, o apartamento tem a segurança de estar sempre 'vigiado' pelos vizinhos, além da oportunidade de criar um ciclo de amizades dentro do condomínio e de quebra ter alguém para colocar água nas plantas e alimentar os peixes quando é necessário se ausentar por um longo período", diz o diretor de locação da Apolar Imóveis, Sebastião Santos.



Apartamentos: segurança, convivência social e regras
Para quem tem crianças, os condomínios são uma ótima oportunidade para fazer amizades e brincar com a segurança de estar dentro de casa. Santos explica que o fator segurança conta bastante. "As pessoas estão cada vez mais preocupadas com a segurança. Muitas vezes têm que deixar seus filhos em casa para trabalhar e os apartamentos oferecem maior segurança e proteção, além de serem menos visados para assaltos", diz ele.


Casas: espaço, privacidade e vulnerabilidade
Morar em uma casa tem vantagens imprescindíveis para algumas pessoas. O espaço oferecido conta muito e a ausência de vizinhos tão próximos é muito valorizada por quem busca maior privacidade. Em uma casa é mais fácil e há mais espaço para criar plantas ou ter um animal de estimação. Além disso, em uma casa não é necessário pagar o condomínio, despesa que muitas vezes pesa no bolso da família.
O espaço e a liberdade, no entanto, tem um preço. Segundo o delegado-chefe da delegacia de furtos e roubos de Curitiba, Rubens Recalcati, os furtos e roubos ocorrem em maior freqüência nas casas. "É claro que existem casos em apartamentos, mas acontecem com menor freqüência", explica o delegado, lembrando que roubos e furtos em apartamentos são mais especializados e as casas são mais acessíveis aos ladrões.
Apesar disso, muitas pessoas não abrem mão de morar em uma casa e, como alternativa, procuram condomínios horizontais fechados. "Condomínios fechados trazem a segurança dos apartamentos com o espaço e a privacidade de morar em uma casa", considera Hélio Alves, diretor da área de lançamentos da Apolar.


Fonte

domingo, 11 de setembro de 2011

Picos das enchentes em diversas cidades

Embora não tenha atingido a gravidade da tragédia de 2008, a enchente do mês de Setembro de 2011 foi muito pior para muitas cidades, como Brusque e Rio do Sul. Veja abaixo os picos das enchente em diversas cidades, elaborada pelo CEOPS da Furb :

Local
Cota (m)
Dia
Horário
Comentário
Blumenau
12,60 ou 12,80 (IBGE)
9/9/2011
12:00
Foi somado 20 cm para ficar a mesma refêrencia das outras.(Igual a de 1992)
Rio do Sul
12,96
9/9/2011
20:00
Só perdeu pela de 1983
Brusque
10,15
9/9/2011
09:00
Maior da história
Timbó
9,57
9/9/2011
8:00
Similar a de 1992 (9,75m)
Rio do Oeste
11,49
10/9/2011
16:00

Indaial
7,60
9/9/2011
08:00’
Similar a de 1992 (7,12m)

sábado, 10 de setembro de 2011

Edifício Comercial AdVille Business - Joinville

A Casa Qualittá Empreendimentos lança em Joinville na rua Blumenau, 64, no centro da cidade, o Edifício Comercial AdVille Business. Considero-o um dos mais belos edifícios comerciais a serem construídos em Santa Catarina. Ele terá 17 andares, sendo 13 andares de salas comerciais. Clique nas imagens para ampliar.







Compõe o site deste empreendimento diversos modelos de layout para diferentes tipos de escritórios :










Apenas lamento que ele não seja mais alto. O design dele pede uns 30 andares. Ficaria imponente no centro de Joinville.
Maiores informações no site http://www.advillebusiness.com.br/index.php

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Enchente em Blumenau

Rio chegou a 12,60 m na manhã do dia 09 de setembro de 2011. Imagens a partir da câmera panorâmica da RBS TV :





quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Balneário Vertical

Três das 10 cidades brasileiras mais verticalizadas são catarinenses. Estudo do Ibope Inteligência revela que Balneário Camboriú aparece em segundo lugar no ranking nacional, atrás apenas de Santos (SP). Florianópolis ocupa a sexta posição e São José a nona.
Campeã no Estado, Balneário Camboriú também deverá abrigar, a partir de 2016, o segundo maior edifício da América do Sul, um projeto com 63 andares. Hoje, 57% dos imóveis da cidade são apartamentos – em Santos, o índice é de 63%.
Com uma densidade demográfica 54,8% superior à da líder Santos, a cidade catarinense tem no tamanho de seu território o maior limitador para passar à primeira posição no ranking do Ibope. Mas projetos não faltam para elevar o índice.
A Empresa Brasileira de Edificações (Embraed) prevê finalizar, até novembro do ano que vem, o Villa Serena Residence. Composto por duas torres com 46 andares cada uma, o maior empreendimento em construção da cidade fica na Rua 3.706 e tem dois apartamentos por andar.
Mas as obras mais ousadas têm a assinatura da FG Empreendimentos, há oito anos no mercado. A construtora tem seis empreendimentos em andamento, incluindo o Alameda Jardins Residence, um prédio de 45 andares e aproximadamente 140 metros de altura na Barra Norte. Lançado no último Carnaval e com conclusão prevista para setembro de 2015, o prédio está 70% vendido, segundo Toninho Roncaglio, gerente comercial da FG.
Mas são os próximos lançamentos que deverão colocar a construtora e Balneário Camboriú no mapa dos grandes empreendimentos do país. Segundo Roncaglio, em dezembro será lançado o projeto do prédio com 63 andares e quase 200 metros de altura na Barra Norte. Em número de andares e em tamanho, o empreendimento vai ultrapassar o maior edifício brasileiro, o Mirante do Vale, em São Paulo (que tem 51 andares e 170 metros).
Também há possibilidade de construir um prédio de 70 andares na Barra Sul. De acordo com Roncaglio, o novo projeto está em fase de definição do perfil do produto, mas a empresa pretende lançá-lo ao público ainda em 2012.
– Percebemos, nos últimos anos, que a verticalização ficou mais acentuada em Balneário Camboriú. Isso porque, pelo espaço territorial limitado, não há crescimento sem que ele passe pela verticalização – resume Roncaglio.






Verticalização municipal preocupa secretário de planejamento


O presidente do Sindicato da Habitação de SC (Secovi-SC), Sérgio Luiz dos Santos, concorda com esta tendência. Mas a verticalização da cidade preocupa o secretário de Planejamento Auri Pavoni, que defende uma revisão do Plano Diretor que, atualmente, não restringe o número de andares que um prédio pode ter, por exemplo. Na opinião de Pavoni, devem ser colocados limitadores para a verticalização municipal para que a cidade não perca a capacidade de oferecer qualidade de vida para os seus habitantes.


Com 46 andares, Villa Serena é a construção mais alta


Desafio é crescer com planejamento



Referência no turismo de lazer, destacada pelas opções de compras e por abrigar cinco centros de Ensino Superior, Balneário Camboriú está atraindo cada vez mais pessoas que buscam qualidade de vida e proximidade com principais cidades do Estado. Esta é a explicação para o crescimento que o município tem registrado nos últimos anos, segundo o presidente do Secovi-SC, Sérgio Luiz dos Santos.
Conforme o sindicato, a cidade abriga 1.591 edifícios. A verticalização se explica pelo território restrito, com 46,8 quilômetros quadrados de extensão (Balneário é nove vezes menor do que Florianópolis). Segundo o último Censo do IBGE, feito em 2010, 60% dos 65,5 mil domicílios registrados na cidade abrigavam moradores fixos. Outros 30% eram usados ocasionalmente.
– Quem compra um imóvel na cidade é para morar ou veranear. São poucos os que investem na compra para alugar – avalia Santos.
Para o professor de Direito Ambiental da UFSC, José Rubens Morato Leite, Balneário deveria discutir os próximos passos da expansão com precaução, planejamento e prevenção para que a qualidade de vida não seja perdida no caminho.

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Edifício Comendador Oswaldo Fiedler - Itoupava Seca

A Batestal Construtora e Incorporadora lança em Blumenau no bairro Itoupava Seca, na rua Iguape (próximo da Furb e Auto Viação Catarinense) o edifício Comendador Oswaldo Fiedler. O edifício terá 13 andares, sendo 3 andares de garagens e áreas comuns.




O edifício terá salão de festas, playground, piscina e dois elevadores. Cada pavimento terá 5 apartamentos.


Hall de entrada
Salão de Festas
Piscina


Serão 3 tipos de apartamentos :
1 Suíte + 2 Demi-Suítes : cozinha, sala, lavabo, sacada com churrasqueira e área de serviço. 2 vagas de garagem; Contém 106,54m² de área privativa.

2 Suítes : cozinha, sala, lavabo, sacada com churrasqueira e área de serviço. opção para 2 vagas de garagem; Contém 75,39m² de área útil
1 Suíte e 1 Quarto : cozinha, sala, lavabo, sacada com churrasqueira e área de serviço. opção para 2 vagas de garagem; Contém 80,34m² de área útil 


Sacada 
Living 
1 suíte + 2 demi-suítes 
1 suíte + 1 quarto

Excelente empreendimento próximo da Furb com apartamentos amplos. Ótima opção de investimento. As vendas são realizadas pela imobiliária PontoTop.