quarta-feira, 7 de março de 2007

Visita do Bush = piada

Bush vem conhecer o buraco!


BUEMBA! BUEMBA! Macaco Simão Urgente! O esculhambador-geral da República! Direto do País da Piada Pronta!
HELP! Socuerro! Bush chega com 350 policiais. Ele veio visitar ou invadir? Invadir! A invasão de Bush! Bush strikes again!
E diz que as únicas celebridades que ele quer conhecer são os Alcoólicos Anônimos!
E os brasileiros picham nos muros: ‘Fora Bush’. E quando o Lula for pros States, eles vão pichar: ‘Quem é Lula? Who’s Lula?’.
xxx
Rarará!
E os tablóides ingleses insistem em que o David Beckhman teve muitas amantes. Normal, de que adianta ser o David Beckham e não comer ninguém?
E uma amante reclamou que ele a chifrou com outra amante. Chifrou a mulher com uma amante e chifrou a amante com outra amante. SERIAL CHIFRE! Levaram mais chifre que pano de toureiro.
Esse chifra até a bola. E a maior prova que monogamia não é natural: a quantidade de motéis que existe no mundo! Rarará!
xxx
E eu num güento mais ver o Beira Mar subindo e descendo de avião. Muda o nome pra BEIRA AR. Tem mais tempo de vôo que o Lula!O desgraçado conhece mais cidades do que eu! O Beira Ar devia exigir que o governo construísse presídios em Trancoso, Fernando de Noronha e Canoa Quebrada.
E essa notícia: ‘Cratera engole oito casas no interior paulista’. Como abre buraco em São Paulo! Vai ser difícil achar São Paulo dentro do buraco. Até o Bush vai querer conhecer o buraco!
Aliás, podia abrir um buraco na hora em que ele chegasse no aeroporto. Rarará! O Lula e o Bush estão brigando pela taxa de álcool. Deve ser pela taxa que cada um consome. Rarará! É mole? É mole, mas sobe! Ou, como diz o outro: é mole, mas sobe pra agradar a vizinha. Rarará!
xxx
Antitucanês Reloaded, a Missão. Continuo com a minha heróica e mesopotâmica campanha ‘Morte ao Tucanês’. Acabo de receber mais um exemplo irado de antitucanês.
É que Rondonópolis, Mato Grosso, tem um bar chamado Mocotó da Deusa! Parece Dias Gomes. Mais direto, impossível. Viva o antitucanês. Viva o Brasil!
xxx
E atenção. Cartilha do Lula. Mais um verbete pro óbvio lulante. ‘Mexicana’: companheira que faz drinques com cana, ‘barwoman’ do encontro sobre álcool! Rarará. O lulês é mais fácil que o inglês. Nóis sofre, mas nóis goza. Hoje, só amanhã.
Que eu vou pingar o meu colírio alucinógeno!
E quem não tiver colírio pode pingar etanol com caldo de cana!




Fonte : Coluna do José Simão - 07/03/2007




Nenhum comentário: